Obedecer a Deus é sempre a melhor escolha

Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando vocês mesmos.”
Tiago 1:22

Sabe quando a mamãe ou o papai te mandam fazer algo de um jeito, mas você teima e acha que o seu jeito é melhor, e aí dá tudo errado? Pois é, depois, você percebe que era melhor ter feito da maneira que a mamãe e o papai ensinaram, não é?

Com Deus, também é assim.

Ele nos deixou a Bíblia, que é a sua Palavra, pra gente saber como agir – tudo isso porque ele quer o nosso bem e quer evitar que a gente sofra com as nossas escolhas erradas. Só que nem todo mundo está disposto a obedecer, né?

Deus fica triste de ver a pessoa vivendo todas as consequências ruins das suas escolhas, mas ele nunca nos obriga a fazer algo que a gente não queira.

Antigamente, no Egito, uma pessoa bem importante foi muito teimosa. Tão teimosa que acabou perdendo a coisa mais importante que ela tinha. Vamos ver como isso aconteceu?

Faraó foi teimoso, desobedeceu a Deus e sofreu com as suas escolhas

Referência bíblica: Êxodo

O povo de Deus era escravo no Egito. Lá, eles tinham que trabalhar muito pesado, eram mal tratados e nem recebiam um salário. Quem mandava neles era o Faraó, que era como se fosse o Presidente daquela época.

Eles já não aguentavam mais aquela vida, então, se juntaram e clamaram a Deus pela mudança daquela situação. Eles queriam muito viver livres e longe dali.

Deus ouviu as orações deles e decidiu mandar um libertador. O nome dele era Moisés.

Deus conversou com Moisés (sim, Moisés ouvia a voz de Deus de forma audível) e disse que ele tinha que pedir a Faraó que deixasse os israelitas saírem do local para irem adorar ao Senhor. Moisés foi até o palácio e levou Arão, seu irmão, para ajudá-lo nessa missão.

Quando estavam diante de Faraó, Deus fez até um milagre para que o soberano do Egito se convencesse que Moisés e Arão tinham sido mesmo enviados por Deus… Deus transformou o cajado de Moisés em uma cobra! Uau!

Mas você pensa que Faraó ficou convencido? Nã nã ni na não…

Só que Deus avisou que, se Faraó não obedecesse ao que Moisés pedia, ia mandar uma praga sobre o Egito, e foi o que aconteceu… Puxa, que triste ele não ter concordado.

Sabe o que houve? Todas as águas do Egito se transformaram em sangue, isso mesmo! Todas! As águas dos rios, das piscinas, a que estava na garrafa que eles bebiam, todinhas! Mas tem um detalhe: onde o povo de Deus morava, a água continuava normal, transparente e boa para beber, tomar banho, usar nas plantações e outras coisas. E, mesmo vendo o poder de Deus em tudo isso, Faraó continuou teimando…

Bom, Moisés e Arão foram lá de novo falar com Faraó fazer a segunda tentativa. Moisés explicou o que Deus tinha mandado ele falar, mas Faraó não quis nem saber. Então, não teve jeito… Deus mandou outra praga. Dessa vez, foi a de rãs. O Egito todo ficou cheio de rãs…. ai, ai, ai, você tem medo de rã?

Passados uns dias, Moisés e Arão tentaram mais uma vez, e o teimoso do Faraó continuou ignorando o que Deus tinha mandado eles pedirem… Nada feito, Deus mandou a terceira praga, que foi a de piolhos. Caramba, piolhos!!!

Imagina só todo mundo do Egito – homens, mulheres e crianças – coçando a cabeça, cheios de piolhos? É muito ruim, não é?

Moisés e Arão foram até Faraó pedir para deixar o povo sair do Egito outras 6 vezes. Como Faraó tinha o coração muito duro, Deus foi mandando as pragas, mas nada convencia Faraó.

Ainda tiveram pragas de: invasão de moscas, morte dos animais, feridas na pele, chuva de pedras, gafanhotos, escuridão total… Até aqui já foram nove pragas!

Faraó não mudava a sua opinião… Moisés e Arão sabiam que algo mais sério aconteceria e avisaram a Faraó, mas nunca se viu alguém tão desobediente!

A última praga era terrível! Faraó e todo Egito iriam sofrer demais. Sabe qual era a décima praga? Um anjo da morte passaria e todos os primogênitos morreriam. Primogênito é o primeiro filho de um casal, e Faraó tinha um filho menino.

Moisés e Arão avisaram, avisaram de novo, tentaram de tudo, mas Faraó não acreditou, e o pior aconteceu: no dia que Deus determinou, o filho de Faraó e todos os primeiros filhos das famílias egípcias morreram. Houve grande choro naquela terra…

Depois disso tudo, Faraó, finalmente, deixou o povo de Israel partir. Mas não precisava de nada disso, não é? Deus avisou tanto através de Moisés e Arão… O problema é que Faraó não queria obedecer de jeito nenhum, e isso prejudicava todo povo. Que triste!

O que você aprendeu com a atitude teimosa de faraó?

Deus ama a gente e nos diz o que fazer porque quer que a gente viva o melhor. Ele não quer mandar na gente porque é bravo ou autoritário, mas porque ele já conhece o futuro e sabe as consequências de todas as decisões que tomamos.

Por isso, antes da gente passar por qualquer coisa triste ou chata, ele nos avisa pra gente fazer ou não fazer.

Por exemplo, Deus nos ensina a ser verdadeiros, sempre, não é? Então, não é correto colar numa prova e nem falar mentira sobre alguém. Se alguém cola, pode acabar tirando um zero, além de não aprender nada… E se alguém fala mentira sobre o outro, deixa a pessoa triste e ninguém mais acredita em você quando a verdade vem à tona.

Deus fica chateado de verdade quando desobedecemos à sua Palavra, porque ele sabe que sempre vamos colher consequências ruins, e ele não quer isso pra nós.

Por isso, sempre vale a pena obedecer a Deus!

Vamos orar?

Deus, eu acredito, de todo meu coração, que você sempre quer o melhor pra mim. Por isso, eu quero te obedecer, porque eu sei que, quando eu faço isso, eu vou viver coisas boas. Também sei que isso alegra o teu coração, e é isso que eu quero. Em nome de Jesus, amém.


Este devocional é uma das ações do ministério infantil da Academia da Fé

Texto: Marisa Victoria @marisavictoria.10 – Ilustrações: Jociane Cavalli @jocianecavalli.art

Deixe um comentário