Jesus nos deu muita autoridade

Eu dei a vocês autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano.
Lucas 10:19

Você já deve ter percebido que, em diversos momentos do nosso dia a dia, precisamos cumprir algumas regras e praticar a obediência a alguém, que é uma autoridade sobre nós. 

Na nossa casa, por exemplo, devemos obedecer aos nossos pais. Na escola, devemos respeito aos professores. Até no trânsito, temos que obedecer aos guardas e policiais…e por aí vai.

Pois é, aqui neste mundo onde vivemos, isso é necessário para que tudo corra bem, e vivamos uma vida mais tranquila e organizada.

E você sabia que, no reino de Deus, isso não é diferente? Também temos esta combinação de autoridade e obediência, dada pelo próprio Jesus, para que tenhamos uma vida guardada e protegida, mantendo-nos longe de tudo aquilo que quer nos fazer mal.

E você sabe o que significa autoridade? E saberia dizer a quem Jesus deu esta autoridade? Não?! Então, venha para a história que vamos te contar tudo!

O poder de Jesus nos faz corajosos

Referência bíblica: Lucas 10:19

Mig, ao chegar nos seus oito anos de idade, foi levado por sua mãe a uma academia para aprender a nadar. Muitos outros meninos nesta idade já sabiam nadar bem, mas ele sempre teve medo de entrar numa piscina em que seus pés não alcançassem o chão.

Sua mãe não deu muita atenção a este medo e disse: 

— Já chega! Você precisa vencer isso! Caso contrário, crescerá igual a mim, que nunca aprendi a nadar na vida. 

Mesmo sem Mig querer ir, eles continuaram o caminho, porque ele sabia que sua mãe queria o melhor para ele. 

Ele chegou meio desconfiado perto da piscina, e já foi pensando logo em desistir.

Após muita insistência do professor de natação, Mig entrou na água, mas, ainda assim, não queria sair do canto da piscina. É que ali tinha um degrau e, assim, ele conseguia manter os pés firmes no chão.

De repente, ele ouviu alguém chamá-lo:

— Mig, sou eu, a Duda. Que legal encontrar você aqui, amigo! Pula na água.

— Nem reconheci você com essa touca. Não sabia que você fazia natação – respondeu ele.

— Já faço há bastante tempo. Gosto de nadar e participo de algumas competições da academia – disse Duda.

— Poxa, competição? E eu aqui sem nem conseguir sair do degrau – pensou Mig, muito desanimado, esperando ansioso a hora de ir embora.

Passado este dia, Duda e Mig se encontraram no horário do recreio da escola. 

Duda havia percebido que Mig tinha ido embora muito rápido da academia no dia anterior e perguntou o motivo. Ele respondeu dizendo que tinha ficado muito chateado com a dificuldade que teve na aula de natação e, ao final, confessou que tinha muito medo de nadar.

Duda, então, respondeu:

— Humm, aconteceu um lance comigo uma vez, que pode ajudar você a vencer este medo.  Quando eu tinha uns cinco anos, tinha muito medo de dormir sozinha no meu quarto e, na boa, eu ficava muito chateada com isso. Foi então que minha mãe conversou comigo sobre Jesus, e todo poder e autoridade que Ele nos dá.

Ela continuou:

— E o mais legal de tudo é que, depois daquela conversa com ela, não dei bobeira. Fiz o que ela me pediu e fui perdendo o medo. Eu até memorizei a passagem bíblica que ela leu pra mim na época, que é assim: “Eu dei a vocês autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano“. 

— Pisar em cobras e escorpiões? Eu não quero fazer isso. Só quero perder o medo da água. E essa história que eu tenho autoridade? Como assim? – perguntou Mig meio assustado.

— Xiii, você não entendeu nada. Vou te explicar melhor. Se liga aqui: sabe aquele guarda de trânsito, que fica em frente à rua da nossa escola? Pois é, ele é uma autoridade ali, pois é responsável por manter o trânsito em ordem, evitando acidente ou coisa assim. E a gente deve obedecer a qualquer ordem ou orientação dele.

Duda seguiu a explicação:

— Quando, então, Jesus disse que nos deu autoridade para pisar em serpentes e escorpiões, é só uma forma de Jesus dizer que não devemos ter medo de nada que nos assusta, pois ele nos dá poder e autoridade para vencer tudo. 

E, aí, da mesma forma que a gente obedece quando aquele guarda nos dá uma ordem, assim será quando você der uma ordem para esse medo ir embora. Ele irá. Faça um teste! 

Mig ficou pensando na conversa… E pensou mais ainda quando chegou o dia da sua segunda aula de natação, mesmo Duda não estando na academia desta vez. Cansado de ter medo, ele decidiu falar bem baixinho antes de pular na piscina:

— Medo, eu te mando ir embora. Eu tenho a autoridade que Jesus me deu e você tem que me obedecer! Você não vai me atrapalhar mais! 

E ele pulou. Ainda com algum receio, mas, desta vez, foi diferente. O medo, aos poucos, foi indo embora, dando lugar a uma coragem que Mig até estranhou.

Ele saiu do degrau que lhe dava segurança, agarrou o professor, mas, logo em seguida, foi se soltando e até conseguiu mergulhar e ficar com a cabeça embaixo d’água.

— Isso é legal demais! Eu consegui! Duda precisa saber disso, porque ela terá um companheiro de competição em breve! – disse Mig todo satisfeito!

O que você aprendeu com o medo que Mig tinha de nadar?

Nem sempre, as coisas acontecem da maneira que queremos. Às vezes, surgem situações que nos deixam tristes, irritados, desanimados ou com medo, assim como aconteceu com o Mig.

Mas, ele conheceu algo precioso, que mudou sua história. Descobriu que, em Jesus, ele podia todas as coisas, pois recebeu autoridade para vencer tudo que o fazia se sentir mal.

Sabemos que, às vezes, é mais fácil deixar para lá aquilo que nos incomoda e continuar sempre do mesmo jeito, mas isso não é o melhor a fazer. 

Caso você tenha alguma coisa aí te deixando para baixo, faça como nosso amigo da história: fale que você é livre de tudo isso. E sempre lembre-se que, em Jesus, você tem autoridade sobre todas as coisas!

Vamos orar?

Querido Jesus, hoje, eu aprendi que você me deu poder para vencer todas as coisas porque você me deu autoridade. Que eu aprenda, a cada dia, usar isto para o meu bem e o bem de todos que estão à minha volta, porque eu sei que a minha alegria será a alegria de todos que me cercam. Amém.

Este devocional é uma das ações do ministério infantil da Academia da Fé

Texto: Ana Paula Meneguci – Ilustração: Jociane Cavalli @jocianecavalli.art

Este post tem um comentário

  1. Lucca

    Eu gostei da história. Não preciso ter medo. Lucca

Deixe um comentário