Acredite e obedeça, porque Jesus vai te recompensar

Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.
Hebreus 11:6

A Bíblia diz que “sem fé é impossível agradar a Deus”. Isso está escrito lá em Hebreus 11:6. E você sabe por que ela diz isso? Porque Deus precisa que a gente acredite nele para ele poder fazer o que a gente pede. Se a gente não acreditar, como ele vai fazer, não é?

Pois é, mas você já pensou como você agiria se você vivesse na época de Jesus e você pedisse que ele te curasse, mas ele mandasse você fazer uma coisa estranha? Você acreditaria nele, sem duvidar, e obedeceria ao que ele mandou?

Foi isso que aconteceu com um homem cego que queria muito enxergar.

Vamos saber mais da história?

Um homem cego voltou a enxergar porque obedeceu à ordem de Jesus

Referência bíblica: João 9:1-11

Jesus estava caminhando com seus discípulos quando viu um homem que tinha nascido cego. 

Já pensou nisso: nunca ter enxergado antes? Nunca ter visto a luz do sol ou a cor das flores? Nunca ter visto o rosto das pessoas da sua família e nem o seu próprio rosto no espelho? Que difícil deve ser!

Os discípulos de Jesus ficaram curiosos e logo perguntaram:

— Jesus, por que este homem nasceu cego? Ele ficou assim por que cometeu muitos pecados e foi castigado ou ele ficou assim por causa dos pecados dos seus pais?

Jesus respondeu:

— Nada disso, pessoal. Ele é cego, sim, mas não é por causa de pecado nenhum. Vocês vão ver daqui a pouco o poder de Deus nessa situação.

 Depois de dizer isso, Jesus fez algo muito, mas muito estranho. Você sabe o que é?

Jesus cuspiu no chão, fez um pouco de lama com a saliva, passou a lama nos olhos do cego e o cego ficou parado no seu lugar. Então, Jesus disse a ele:

— Vá lavar o rosto no tanque de Siloé. 

E o cego foi. Não questionou, não sentiu nojo da atitude de Jesus e, muito menos, reclamou da sua ordem. Simplesmente, ele foi até o local que Jesus tinha indicado e lavou o rosto. Quando ele fez isso, voltou a enxergar na mesma hora! Que alegria!

Os vizinhos dele e as pessoas que costumavam vê-lo pedindo esmola perguntavam:

— Não é este o homem que ficava sentado pedindo esmola?

— É! — diziam alguns.

— Não, não é. Mas é parecido com ele! — afirmavam outros.

Porém, o cego respondeu:

— Sou eu mesmo.

— Como é que agora você pode ver? — perguntaram.

Ele disse:

— O homem chamado Jesus fez um pouco de lama, passou esta lama nos meus olhos e disse: “Vá ao tanque de Siloé e lave o rosto.” Então, eu fui, lavei o rosto e voltei a ver.

Todos ficaram muito impressionados, afinal, foi um milagre muito lindo!


O que você aprendeu com a cura do homem que nasceu cego?

Jesus sempre quer nos curar. Na verdade, ele tem muita alegria em fazer isso, porque ele nos ama e, quem ama, não gosta de ver o outro sofrer, não é mesmo?

Quando Jesus olhou para aquele homem cego, ele o amou e quis fazer algo por ele para ajudá-lo. Mas, pense no comportamento do cego: quando ele percebeu que Jesus estava ali, diante dele, ele podia não ter dado bola para Jesus e ter reclamado de Jesus ter colocado lama e saliva nos olhos dele… Ainda podia ter falado:

— Ei, quem você pensa que é pra colocar lama nos meus olhos? E eu não vou pra tanque de Siloé nenhum!

Mas o que o cego fez?

Acreditou em Jesus e o obedeceu, por isso, recebeu um maravilhoso milagre!

Isso nos mostra que sempre devemos confiar em jesus. Não importa a forma como ele vai fazer o milagre; se nós acreditarmos nele de todo coração e o obedecermos, Jesus sempre vai fazer o melhor por nós porque nos ama!

Vamos orar?

Jesus, eu sei que você quer o melhor pra mim, por isso, eu confio em você. Obrigado porque você sempre quer me curar e responder às minhas orações. Eu sei que você é muito poderoso e vai fazer muitos milagres ainda na minha vida e na vida da minha família. Em nome de Jesus, amém.


Este devocional é uma das ações do ministério infantil da Academia da Fé

Texto: Marisa Victoria @marisavictoria.10 – Ilustrações: Jociane Cavalli @jocianecavalli.art

Deixe um comentário